Para encerrar as festas juninas temos a comemoração da memória do grande São Pedro no dia 29 de junho. Se Jesus afirmou que “entre os nascidos de mulher, não há ninguém maior do que João” (Lc 7, 28), referindo-se à São João, para São Pedro, Jesus confiou à missão de fundar a sua Igreja, apascentando suas ovelhas e com o poder de abrir e fechar o reino dos Céus.

Mas engana-se quem pensa que Nosso Senhor Jesus Cristo confiou tão grande missão à um homem irrepreensível. Pedro era um homem comum, um pescador, que tinha medo, que mentiu negando o Senhor Jesus. Então o que fez Pedro ser o escolhido dentre todos os apóstolos? O que podemos aprender com este grande santo?

 

Abandono de si mesmo

 

São Pedro nasceu em Betsaida, um pequeno vilarejo às margens do Mar da Galiléia. Seu nome de nascimento era Simão. Era filho de Jonas e tinha um irmão, André. São Pedro era pescador e possuía um barco, em sociedade com seu irmão.

Foi enquanto trabalhava no barco com seu irmão André que Pedro ouviu o convite de Jesus que dizia: “vinde comigo, e eu farei de vós pescadores de homens” (Mt 4,19). Eles abandonaram imediatamente as redes e começaram a seguir Jesus.

São Pedro não era um homem muito instruído, um doutor da lei como outros de seu tempo. Era um pescador, homem simples. Porém, ao receber o convite de Jesus ele largou tudo imediatamente para segui-lo. Devemos também nos lembrar de que Jesus não escolhe os melhores, mas capacita os escolhidos, basta que estejamos abertos para dar o nosso Sim.

 

Confiança

 

São Pedro confiava em Jesus, mas sua fé ainda era fraca. O evangelho de São Mateus relata que logo após a multiplicação dos pães, Jesus mandou que os discípulos entrassem no barco e fossem para a outra margem enquanto ele despedia a multidão. Depois que despediu à todos Jesus subiu ao monte para rezar. Eram três horas da manhã quando Jesus chegou caminhando pelas águas e os discípulos tiveram medo pensando que fossem um fantasma, mas Jesus disse que era ele.

Pedro então, enchendo-se de coragem e confiança em Jesus, disse: “Senhor, se és tu, manda-me andar sobre as águas até junto de ti. Ele disse: ‘Vem’. Descendo do barco Pedro caminhou sobre as águas ao encontro de Jesus. Mas ao sentir a violência do vento, ficou com medo, começou a afundar e gritou: ‘Senhor, salva-me’. No mesmo instante Jesus estendeu a mão e o segurou, dizendo: ‘Homem de pouca fé, por que duvidaste?’” (Mt 14, 28-31)

Pedro confiava em Jesus, mas sentiu medo ao perceber a violência do vento. Muitas vezes também agimos assim. Confiamos em Jesus, mas sentimos medo quando nos deparamos com um problema muito grande que parece de difícil solução e nos desesperamos porque deixamos de acreditar que para Jesus tudo é possível. Devemos fazer como Pedro e clamar à Jesus “Senhor, salva-me” com a confiança de que o socorro não tardará.

 

Assumir o Senhorio de Jesus

 

Jesus havia perguntado aos seus discípulos quem as pessoas diziam que Ele era. Pedro respondeu: “Tu és o Cristo, Filho de Deus Vivo” (Mt 16, 16). Jesus respondeu que foi o próprio Pai que está no céu que revelou essa verdade a Pedro.

Assumir o Senhorio de Jesus é saber que ele é o Nosso Senhor porque ele é o Filho de Deus, o verbo divino que se encarnou para nos salvar. Estar sobre o Senhorio de Jesus é estar à serviço, se colocar à disposição do Senhor para aquilo que ele precisar. É viver para Cristo.

 

Missão de São Pedro

 

E foi isso que Jesus fez com Pedro, após ele professar a fé na filiação divina de Jesus, ao dizer: “Tu és Pedro e sobre esta pedra construirei minha Igreja e as portas do inferno nunca levarão vantagem sobre ela. Eu te darei a chave do reino dos céus, e tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra, será desligado nos céus” (Mt 16, 18-19).

Jesus confiou à São Pedro a tarefa de cuidar da Igreja que Ele fundaria com sua própria morte na cruz. Por isso Pedro foi o primeiro Papa, a pedra onde a Igreja encontra sua unidade. Mas Pedro não teria recebido tão grande missão se antes não tivesse aprendido a viver sobre o Senhorio de Jesus. Quando entregamos nossa vida à Cristo ele nos inunda com bênçãos e alegrias além do que imaginamos.

 

O Amor é Maior que o Pecado

 

Quando Jesus foi preso no Horto das Oliveiras e levado ao Palácio de Caifás, Pedro e João entraram no pátio do palácio e ficaram ali esperando o desfecho de tudo. No pátio, alguns reconheceram São Pedro e perguntaram se ele era um dos discípulos de Jesus. Por três vezes, porém, Pedro negou.

Quando o galo cantou, Pedro lembrou do que Jesus havia profetizado “antes que o galo cante, tu me negarás três vezes” (Mt 26,75) e chorou amargamente, arrependido. Quando Jesus ressuscitou e apareceu aos discípulos às margens do Mar da Galiléia, ele se dirigiu a Pedro e perguntou se Pedro o amava.

Jesus repetiu a pergunta por três vezes. Pedro respondeu “Sim, Senhor, tu sabes que eu te amo” (Jo 21, 15).  Foi uma forma de Jesus curar o remorso no coração de Pedro por causa das três negações que tinha feito de seu Senhor. Jesus o perdoou e, em seguida disse-lhe: “Apascenta as minhas ovelhas” (Jo 21,15).

O amor que Pedro sentia por Jesus era muito maior do que o pecado que tinha cometido por medo, assim como o amor que Jesus tem por nós é muito maior do que nossos erros. Não permitamos que nossos medos, inseguranças e sofrimentos nos afastem de Nosso Senhor, mas oremos sempre, como São Pedro, “Senhor sabes que eu te amo”. A oração é o meio dado por Deus para que alcancemos as graças do céu.

 

Oração a São Pedro

 

Glorioso São Pedro, creio que vós sois o fundamento da Igreja, o pastor universal de todos os fiéis, o depositário das chaves do Céu, o verdadeiro vigário de Jesus Cristo; eu me glorio de ser vossa ovelha, vosso súdito e filho. Uma graça vos peço com toda a minha alma; guardai-me sempre unido a vós e fazei que antes me seja arrancado do peito meu coração do que o amor e a plena submissão que vos devo nos vossos sucessores, os Pontífices romanos.

Viva e morra como filho vosso e filho da Santa Igreja Católica Apostólica Romana. Assim seja.

Ó glorioso São Pedro, rogai por nós que recorremos a vós. Amém.

 

Confira os mais variados Artigos Religiosos Católicos em nossa loja virtual.