Este ano, com toda a problemática que estamos experimentando com a pandemia da Covid-19, o novo coronavirus, nossas festas de fim de ano serão bem diferentes. Mas isso não quer dizer que serão menos belas. É muito importante que tenhamos consciência da realidade atual e sigamos os protocolos indicados pelas autoridades. Devido às exigências sanitárias, como a redução do número de pessoas nas celebrações religiosas, as paróquias, capelas e comunidades vêm se organizando da melhor forma para oferecer conforto espiritual aos fiéis, por meio das cerimônias natalinas. Obviamente já se realizavam as celebrações nas residências como o “Natal em Família”, a novena natalina. Devemos intensificar ainda mais estes rituais íntimos no seio de nossas casas, mesmo que com o auxílio da tecnologia, tendo a participação de amigos e outros familiares via vídeo conferências. No dia de Natal a festa, apesar da distância física de alguns, as mensagens e os “abraços” espirituais devem ser ainda mais afetuosos.

A noite do dia 24 guarda um simbolismo muito profundo. Como toda importante festa, as celebrações tem início na véspera. Assim também é no Natal. Embora a tradição ensine que Jesus tenha nascido no dia 25 de dezembro, as famílias começam a se reunir na noite do dia anterior.

 

A Preparação

Bem, a preparação para o Natal tem início bem antes do dia propriamente dito. Como bem sabemos o Tempo do Advento, período de quatro semanas é um tempo justamente para preparamos nossa casa e família para o nascimento de Cristo. Mas nem todos estão tão atentos assim. Desta maneira, a última semana do Advento, que é conhecida como SEMANA SANTA DO NATAL, é um momento forte para preparar nossas festividades em casa. Nos organizamos para a ceia, para a decoração da mesa e menu daquilo que se vai consumir.

 

3 dias antes:

Ao acordar faça uma oração. Lembre-se que em três dias acontecerá uma importante festa, uma celebração para a chegada de um menino especial. Alegre-se, pois a salvação está perto. A sugestão é a recitação do Salmo 94 – “Vinde, manifestemos a nossa alegria ao Senhor…”. Após a recitação, reze um Pai-Nosso e uma Ave-Maria.

Já vem sendo entoadas nas igrejas as antífonas do “Ó” desde o dia 17 de dezembro. Hoje a antífona é a seguinte: “Ó Sol nascente justiceiro, resplendor da Luz eterna: Oh, vinde e iluminai os que jazem entre as trevas e na sombra do pecado e da morte, estão sentados!” (Ml 3, 20)

Medite sobre este trecho evangélico, principalmente pela tarde, por volta das 17h.

 

2 dias antes:

Lembre-se que a festa se aproxima ainda mais. Como de costume faça suas orações. Para meditação sugiro o Salmo 96 – “O Senhor reina! Que a terra exulte de alegria…”. Reze um Pai-Nosso e uma Ave-Maria. Recorde que em muitos lugares do mundo diversas pessoas sofrem com a fome. Ao ir ao supermercado compre alguns produtos que possam ajudar na ceia de alguma família pobre. Nesta coloque produtos essenciais como arroz, macarrão, óleo, temperos… Coloque também peito de frango ou de peru. Não se esqueça das crianças. Elas amam doces. Nesta pequena cesta, acrescente alguns adereços natalinos e até uma pequena imagem do Menino Jesus. Em muitos lugares estes enfeites são bem acessíveis.

O trecho bíblico para meditação é a antífona do “Ó” do dia de hoje: “Ó Rei das nações. Desejado dos povos; ó Pedra angular, que os opostos unis: Ó, vinde e salvai esse homem tão frágil, que um dia criastes do barro da terra!” (Is 28, 16)

Lembre-se que tal meditação deve ser feita pela tarde, por volta das 17h.

 

1 dia antes:

Ao acordar, recite e medite o Salmo 92 – “O Senhor é rei e se vestiu de majestade…”. Reze um Pai-Nosso e uma Ave-Maria. Separe as toalhas que cobrirão a mesa e aparadores para a ceia. Veja se estão limpas. Lave-as ainda cedo para que no mesmo dia possam estar secas ou até mesmo no dia seguinte. Separe também os objetos que servirão como adornos da mesa, como os castiçais. Caso se tenha outros adereços e enfeites novos deixe-os separados. Separe também os pratos e talheres que serão utilizados na ocasião. Veja se está tudo em ordem. Se achar que está faltando algo, ainda dá tempo de comprar ou você mesmo produzir. Fitas, bolas, imagens…

Trecho bíblico para meditar à tarde (Antífona do Ó): “Ó Emanuel: Deus-conosco, nosso Rei Legislador, Esperança das nações e dos povos Salvador; Vinde, enfim, para salvar-nos, ó Senhor e nosso Deus!” (Is 7, 14)

 

Dia 24

Manhã:

Hoje a noite será de festa. Um Menino nos será dado. Reze agradecendo a Deus por este dia ter chegado. Pegue a Bíblia, recite e medite o Salmo 95 – “Cantai ao Senhor um cântico novo!”. Ao terminar o salmo, faça alguns segundos de silêncio, sentado(a) com a coluna ereta e com os olhos fechados. Termine com um Pai-Nosso e uma Ave-Maria.

É hora de ir à cozinha. Observe se você tem todos os ingredientes necessários. Caso falte algo, ainda pela manhã dá tempo de ir buscar no supermercado. Veja se os objetos e adornos estão prontos para a decoração da mesa.

Veja as toalhas. Você pode fazer testes de qual a melhor toalha usar na mesa principal, caso você tenha esta dúvida. Com a toalha posta, posicione os adornos centrais. Se os castiçais e outros objetos de metal necessitem ser lustrados, este é o momento. Se não vai utilizar castiçais, você pode enfeitar o centro da mesa com uma guirlanda tendo no centro uma única vela. Fique atento para que esta guirlanda esteja sob um prato, pois a cera derretida da vela poderá estragar a toalha. Evite este transtorno. Posicione os pratos e os talheres e deixe o espaço livre necessário para as travessas. Preste atenção no número de pratos se corresponde com a quantidade de convidados.

Mesa pronta, vamos à sala. Durante todo o dia, quando não terá a festa, mas a preparação desta, não corra, evite estresse, deixe o ambiente leve. Pare um pouco e descanse. Aproveite também para rezar. Lembre-se que em alguns momentos da noite a sala será usada pelos convidados. Obviamente ela já está enfeitada com a Árvore de Natal e/ou o Presépio e outros símbolos natalinos. Veja se a posição onde estão estes objetos ocasionarão acidentes. Caso seja necessário, mude de lugar. Tire um móvel ou outro do espaço. Você terá um movimento maior em sua casa. Se tiver crianças entre os convidados, lembre-se delas. Prepare o espaço para elas também. Reserve um local para as crianças brincarem. Os pais gostam disso e você terá menos preocupação.

Tarde:

Sala preparada, voltemos para a cozinha. Descongele o que vai usar e separe as panelas.

Se você vai preparar toda a refeição, aqui é onde você vai dar maior atenção, talvez toda. Por isso, delegue funções aos filhos ou a outras pessoas para as demais tarefas. Se terá alguém que fará a comida ou você encomendou fora, fique atento(a) a horários e se tudo está correndo bem, para evitar decepções. Auxilie em alguma coisa, caso perceba a necessidade. Não brigue. Tudo isso só atrapalha.

Noite (1 hora antes da ceia):

Dê uma volta por sua casa e veja se está tudo no lugar. Observe a limpeza do espaço e dos objetos. Se precisar de algo ainda dá tempo de arrumar. Após isso, reze agradecendo por este dia. Recorde de Maria aguardando seu esposo na procura por abrigo. Lembre-se das mulheres grávidas, prestes a dar à luz e que muitas vezes sofrem com a indigência. Reze uma Ave-Maria por elas.

Hora de você tomar um banho e se arrumar, vestir uma roupa limpa e confortável.

Ceia:

Tudo pronto. Acenda as luzes e velas. Começou a chegar os convidados. Deixe-os na sala, onde em lugares estratégicos você deixou poções com frutas secas, amendoins, castanhas e nozes.

Peça a ajuda a alguém para minutos antes da hora da ceia colocar as travessas nos locais reservados a elas. Caso sua mesa seja pequena, use o aparador ou móveis auxiliares. Não há nenhum problema que todos possam se servir e depois retornarem à mesa. O aparador deve também estar enfeitado com uma bela toalha e pequenos adornos.

Acenda as velas na mesa e convide a todos para se posicionarem em seus lugares. Caso tenha convidados além do número de cadeiras à mesa, os demais podem se servir e buscar um lugar confortável pela casa para cear. Com toda certeza, sobre estes lugares busque planejar com antecedência. Enfim, os convidados são íntimos. Então, eles ficarão bem à vontade.

Lembre-se de antes de os convidados se servirem fazer uma oração de agradecimento pela refeição.

À meia noite reúna todos os convidados diante do Presépio para oficialmente depositar na manjedoura a imagem do Menino Jesus. Organize este momento com as crianças. Busque cantar uma canção tradicional, ao menos um trecho como ‘Noite Feliz”. Tendo a imagem do Menino Jesus no presépio e após a canção, reze a seguinte oração:

Senhor, diante de teu presépio venho pedir por minha família. Abençoa as pessoas que amo onde quer que estejam. Que dentro de nosso lar habite a confiança de tua mãe, Maria, o zelo de teu pai, José, e a inocência de teu rosto de criança. Afugenta de nossa casa as dores, lágrimas e angústias causadas por tantos Herodes que lutam por matar nossos sonhos de paz. Concede-nos a saúde do corpo e da alma, para que possamos cantar teus louvores a cada dia deste novo ano. Que nossas portas estejam sempre abertas para ti, nas visitas que nos fazes em tantos rostos sofridos. Dá-nos a alegria de tua presença em nosso lar: o maior de todos os presentes possíveis. Abençoa minha família neste Natal, Senhor. Amém.

 

Por fim, deseje a todos um Feliz e Santo Natal.

Se tiver presentes a serem trocados ou a brincadeira do amigo secreto, faça-o antes da ceia.

 

 

Confira os mais variados Artigos Religiosos Católicos em nossa loja virtual.